sábado, 3 de outubro de 2009

Bom é te amar...


Há muitas coisas nesta vida que eu não quero esquecer.
Não quero não ter, não quero não sentir, não quero não ver, nem quero não ouvir.
Porque são essenciais à minha existência, fazem pulsar o meu coração, permitem que o sangue corra nas minhas veias, permite que eu me sinta completamente viva, jovem, mulher, inteira!
Há inúmeras coisas que, de tão boas, doces e lindas, confundem-se entre a realidade e o sonho, o encanto e a magia, o simples e o complexo, o efêmero e o eterno, o passado e o futuro.
Mas todas, certamente, vêm de um passado remoto, correspondem à atualidade e, diz meu coração, se farão presentes em cada minuto do futuro, atravessando milênios.
Bom é te ver em cada pétala de todas as flores, em cada folha, em cada árvore, em cada gota de orvalho.
Bom é te ver em cada cor do arco-íris, em cada grão de areia, em cada onda do mar.
Bom é te ver em cada estrela, em cada raio do sol, em cada pingo de chuva.
Bom é ver teu sorriso e tua serenidade no semblante de cada criança.
Bom é sentir o teu calor no inverno, na primavera, no verão e no outono; sentir tua força em cada trovão; tua energia em cada relâmpago; tua luz, todas as vezes que abro os meus olhos!
Bom é sentir a delicadeza das tuas mãos tocando o meu rosto, a minha pele, afagando os meus cabelos, a cada sopro do vento, a cada brisa do mar.
Bom é ouvir tua voz suave no canto do bem-te-vi, na sinfonia dos pássaros, na melodia de cada instrumento, no som de cada canção, na água da cachoeira, no balançar das folhas, na corrente do rio.
Bom é imaginar-me tua musa, me ver em tuas poesias, enxergar-me em tuas rimas e em teus sonhos
Bom é não sentir o tempo passar enquanto penso em ti, revivendo mentalmente os momentos mais felizes das nossas vidas, recordando, sonhando com a realização de cada anseio, sentindo o arder da chama que se mantém viva dentro de mim, sabe Deus desde quando e até quando!
Bom é deitar a cabeça no travesseiro e lembrar tuas palavras, teus carinhos, tua ternura.
Bom é pensar no homem forte e maduro que sabe o que quer; no menino frágil que quer ser feliz e no adolescente que se apaixona, reunidos no teu ser; na parte masculina da tua alma, que tantas vezes acredita que ser racional, duro e frio é necessário, mas tantas outras permite à parte feminina deixar tão somente a sensibilidade, a emoção, os sonhos e o amor se esvaírem por todos os poros.
Bom é sentir tua proteção e me ver te protegendo; me sentir atraída pelo teu magnetismo e imaginar que em mim também existe um ímã que te atrai.
Bom demais é me imaginar dentro de ti, dos teus pensamentos, do teu coração, da tua mente.
É acreditar que nossas almas estão unidas por laços divinais, por um amor incomensuravelmente puro e eterno.
Bom, além da conta, é te amar tanto assim!
Há muitas coisas nesta vida que eu não quero esquecer.
Não quero não ter, não quero não sentir, não quero não ver, nem quero não ouvir.
Porque são essenciais à minha existência, fazem pulsar o meu coração, permitem que o sangue corra nas minhas veias, permite que eu me sinta completamente viva, jovem, mulher, inteira!
E nada, nem ninguém me convencerá de que estou nadando contra a corrente do rio, simplesmente porque o meu amor tem a imensidão do oceano.
___
(re)encontro

Um comentário:

  1. "Bom é ver teu sorriso no semblante de cada criança."

    ResponderExcluir